Notícias CAU/GO

Arquitetura e Urbanismo é tema de desfile da escola de samba Unidos da Tijuca

Na madrugada do dia 24 de fevereiro, a partir de 00h30, acontece o desfile da escola de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro Unidos da Tijuca. O tema do samba enredo da escola, “Onde moram os sonhos”, será Arquitetura e Urbanismo, com destaque para a bandeira do direito à moradia. O samba foi encomendado a Dudu Nobre, Jorge Aragão, Totonho, André Diniz e Fadico, com interpretação de Wantuir Oliveira.

Na passarela, o enredo “Onde moram os sonhos” será dividido em abertura e em outros quatro setores. Logo na abertura do desfile, a Unidos da Tijuca vai questionar o que move homens e mulheres que se dedicam a pensar na arte de viver, projetar, organizar e produzir o lugar da moradia, do trabalho, da diversão, do lazer e da religião. É nesta hora que a escola apresentará grandes realizações do passado até chegar às modernas metrópoles da atualidade.

Ensaio da Unidos da Tijuca

Em 1h30min de desfile, o roteiro da Unidos da Tijuca prosseguirá com a exaltação às primeiras civilizações que na Antiguidade foram responsáveis pela construção de monumentos de culto às suas divindades. Neste trecho do desfile o destaque serão as maravilhas arquitetônicas do Mundo Antigo. No bloco seguinte, a escola levará para a avenida o conhecimento ancestral dos indígenas, a contribuição dos portugueses colonizadores e dos escravos africanos e o uso de materiais refinados – que acabaram por influenciar a construção de edificações históricas em diversas cidades brasileiras. O crescimento acelerado das grandes cidades – fato que gera desigualdade a populações de uma mesma metrópole -, o desmatamento, o desequilíbrio ambiental e todos os problemas hoje comuns em grandes cidades serão foco do setor 3, intitulado “O sonho que se perde todos os dias”.

“A cidade que pode ser maravilhosa” fechará o desfile da Unidos da Tijuca, com uma mensagem otimista de que a cidade é de todos: direito à moradia digna, ar puro, contemplação do verde, casas seguras e confortáveis, rios, mares e lagos despoluídos, infraestrutura adequada e mobilidade acessível a todos. Essa é a cidade perfeita, idealizada na Avenida do Samba, cujo recado será dado ao mundo por meio do maior evento cultural do país. que vai percorrer os lares dos brasileiros e dos povos do mundo.

“Essa cidade existe e está nos sonhos de milhares de pessoas. Ela também vem sendo construída no trabalho cotidiano de quem dedica sua existência a buscar soluções para criar uma cidade sustentável. Mas é preciso conquistá-la, alimentar os sonhos todos os dias. A Tijuca quer arquitetar o futuro na Avenida do Samba, provocando o encontro com aqueles que sabem que ele é possível. Conhecer o passado, reagir ao presente e tramar o futuro nos traz a certeza de que não devemos retroceder. Por que o sonho que se sonha junto é realidade e a cidade maravilhosa ainda precisa ser conquistada”, diz o texto divulgado pela agremiação, logo após o anúncio do samba enredo 2020.

O CAU/RJ é parceiro da escola na realização do carnaval. Além de suporte na pesquisa de conteúdo para construção do enredo, CAU/RJ e Unidos da Tijuca realizarão ações conjuntas para promover o debate do direito à moradia e a valorização profissional.

O presidente do CAU/RJ, Jeferson Salazar, explicou que a parceria faz parte de uma ação mais ampla de valorização profissional. “Queremos desmitificar o entendimento de que a arquitetura está restrita à elite. Ela deve ser acessível a todos. Afinal, esta é a missão do CAU, levar arquitetura e urbanismo para todos. E o samba mostra isso quando diz que ‘dignidade não é luxo, nem favor”, avaliou.

Em 2020, considerado o ano da Arquitetura e Urbanismo no Brasil, o país vai sediar pela primeira vez o Congresso Mundial de Arquitetos, evento promovido pela União Internacional de Arquitetos (UIA), e o Fórum Mundial de Cidades. O Rio de Janeiro recebeu também o título inédito de Capital Mundial da Arquitetura, e os profissionais celebrarão ainda os 10 anos de criação do conselho profissional próprio.

Confira abaixo o samba enredo “Onde moram os sonhos”:

O sonho nasce em minha alma
Vai tomando o peito e ganhando jeito
Se eternizando, traduzido em forma
O mais imperfeito, perfeição se torna
Lá no me quintal, eu vou fazer um bangalô
Já foi tapera feita em palha e sapê
E uma capela que a candeia alumiou
A lua cheia…
Vem, é lindo o anoitecer
Vai, eu morro de saudade
Todo mundo um dia sonha ter
Seu cantinho na cidade
Como é linda a vista lá do meu borel
Luzes na colina, meu arranha-céu
Linhas do arquiteto, a vida é construção
Curva-se o concreto, brilha a inspiração
Lágrima desce o morro
O verde beija o mar, a brisa vai soprar
O medo de amar a vida
Paz e alegria vão renascer
Tijuca, faz esse meu sonho acontecer
A minha felicidade, mora nesse lugar
Eu sou favela!!!
O samba no compasso é mutirão de amor
Dignidade não é luxo, nem favor

 

Fonte: CAU/RJ

OUTRAS NOTÍCIAS

Entrevista com George Lins

Brasília sediará a IV Conferência Nacional de Arquitetura e Urbanismo entre 8 e 10 de novembro

Prêmio TCC 2023 está com inscrições abertas! Prazo de envio é até 10/11